Casa sob a pedreira, um desafio resolvido.

Essa casa feita em aço e vidro proejtada pela Wiedemann Architects; ela fica em cima de uma pedreira de calcário abandona, localizada na Virginia Ocidental.

O intuito do projeto era garantir um espaço em que o escultor parisiense pudesse trabalhar, no caso sua oficinal, mais também um ambiente que o mesmo pudesse morar. A obra foi finalizada em 2015, com 195 m².

“Nosso objetivo era criar uma forma simples que fosse simultaneamente separada e entrelaçada com a natureza”, disse Wiedemann Architects .

(Imagem extraída de www.wiedemannarchitects.com)

Foram colocados dois pilares de concreto elevando a topográfica de forma robusta, de forma que suportasse o volume e o peso feito pela estrutura. O pilar maior fica a oeste, contendo a oficina do escultor, enquanto o volume menor reuni a escada que serve de acesso a casa principal.

Em poucos passos, logo é possível chegar à sala de estar vitrificada, que proporciona uma vista sobre boa parte da pedreira “A grade de colunas de aço modula o espaço e cria visões emolduradas sobre o jogo da natureza sempre em mudança, desfocando a linha entre dentro e fora”, afirmou o estúdio.

(Imagem extraída de www.wiedemannarchitects.com)

Bem ao leste da residência fica o estúdio, que recebe luz natural de três lados diferentes “O volume de aço e vidro fornece uma armadura para uma maior apreciação da beleza natural da paisagem e inspira o trabalho do cliente em seus estúdios de cerâmica e metal”, conta a empresa.

No centro da propriedade fica a cozinha aberta, sala de jantar e a sala de estar. O perfil mais estreito da casa fazem com que todos os espaços sejam ventilados, o que compensa a necessidade de refrigeração mecânica.

(Imagem extraída de www.wiedemannarchitects.com)

A parte central da propriedade contém uma cozinha aberta, sala de estar e de jantar. O perfil estreito da casa torna possível que todos os espaços sejam ventilados transversalmente, o que equilibra a necessidade de sistemas de refrigeração mecânica.

O escultor disfruta também de sua própria casa de banho, um closet bem posicionado que gera privacidade apesar de estar em um quanto da sala, e a oeste fica a suíte master.

O quarto de hospedes está incluso ao sul da casa e é acessível pela sala de estar, mais não se torna parte da casa principal, gerando ao próprio hospede certa privacidade.

(Imagem extraída de www.wiedemannarchitects.com)

Ao lado do quarto principal, foi colocada uma varanda em aço que se posiciona sobre o barranco abaixo; neste ponto as vistas oferecem um rio que corre ao fundo da pedreira, proporcionando uma paisagem pela num dia turbulento de trabalho.

Os desafios enfrentados pelos arquitetos foram segundo os mesmo “Uma superfície irregular estava repleta de pedras e pedras descartadas quando a pedreira estava ativa”, informaram “Além disso, o projeto da fundação teve que lidar com cavernas subterrâneas, molas ativas e fraturas”.

Com tudo isso, o time deixou o interior moderno, com superfícies monocromáticas, que são contrastadas pelas paredes em vermelho ou pelas portas deslizantes que foram colocadas ao longo da residência. Wiedemann Architects descreveu a casa como “do lugar”, em resposta à arte de seus clientes.

 

Compartilhe em suas redes sociais: