O Estilo Românico

A Arquitetura Românica

Hoje falaremos um pouco sobre esse estilo, para aqueles que não conhecem exemplificando cada detalhe.

O estilo românico inicialmente surgiu na Itália e na França; desenvolvendo-se entre os séculos XI e XII pela Europa. No geral; podemos resumir como sendo em sua grande maioria, construções em pedra, com grandes espessuras de paredes, com pouca iluminação interior e com muitas, mas muitas janelas, ela emprega também o uso de arcos de volta-perfeita dando também destaque para a predominância de linhas horizontais.

Tanto os castelos como também as igrejas da época davam a impressão de construções “pesadas” e “seguras”; isto ocorria pois as igrejas deveriam servir como proteção contra as forças do mal, e no caso dos castelos, os mesmos deveriam proteger o povo contra as constantes invasões territoriais da época.

Igreja de Notre-Dame.jpg
(Igreja de Notre-Dame – França)
Castelo de Monsaraz,
(Castelo de Monsaraz)
6603855427_58544f11af_b (1).jpg
(Catedral de Durham Inglaterra – Imagem extraída de http://bit.ly/2sg6Vur)

 

Devido ao equilíbrio de forças necessárias a sustentação das abóbodas, as paredes das catedrais são grossas e compactas, com poucas aberturas.  Conferindo ao ambiente um clima mistico de paz e recolhimento interior, ambiente propicio a reflexões e orações.

As igrejas eram construídas até então com telhado de madeira, no entanto; durante a idade média muitas cidades eram invadidas e saqueadas, consequentemente as igrejas eram incendiadas. Pensando nisso a necessidade era cobrir grandes espaços e protege-las de futuros incêndios. O que resultou no uso de abóbodas que de certa maneira serviam de berços e arestas ou CRUZARIA. Porém só isso ainda não bastou; foi necessário reforçar e utilizar CONTRAFORTES NAS LATERAIS, (pilares grossos). Estes contrafortes ficavam na parte externa da igreja fazendo força contraria a essas abóbodas.

Nesta época podemos dar destaque também a pintura; já que muitas poucas pessoas sabiam ler, a igreja acabava recorrendo a pintura ou a escultura para narrar histórias bíblicas ou comunicar os valores religiosos. Nesses murais temos as características de deformação e colorismo.

A escultura românica era realista; pois acabava por retroceder pessoas como realmente eram, figuras alongadas com rostos frontais, no entanto sem expressão. Por questões de copyright não poderei lançar as imagens neste post, no entanto, para aqueles que ficaram curiosos, segue algumas sugestões de imagens a seres buscadas:

.Na pintura temos o altar da igreja de santa Maria de Avia em Barcelona Espanha.

.Na escultura românica temos o tímpano da catedral de São Lazaro em Atum França. Como também o portal da catedral de Saint Lazare França.

Compartilhe em suas redes sociais: